A entrevista de emprego é um momento muito importante e que gera dúvidas, ansiedade e muito nervosismo. Todos esses fatores podem te levar a cometer grandes erros, portanto, fique atento a essas dicas na hora H e se torne um expert em entrevista de emprego.

 

1 – NÃO, de forma nenhuma, de jeito algum e por nada nesse mundo chegue atrasado!

 

Lembro-me de uma entrevista de emprego que fiz há mais de 10 anos para o banco Itaú. Era um processo seletivo em grupo. Havia dezenas de candidatos. Todos na mesma sala, a postos. A recrutadora ia iniciar o processo e eis que chega  mais um candidato. Ele estava uns 15 minutos atrasado e foi logo se desculpando dizendo que o metrô estava com problemas. Imediatamente a recrutadora olhou para todos os demais e perguntou: “Alguém mais teve problemas como o metrô?”. Fez-se um silencio constrangedor…  Com toda certeza, aquele candidato estaria desconsiderado do processo seletivo.

 

O que quero dizer é que não há justificativas para chegar atrasado a uma entrevista de emprego. Sua pontualidade diz absolutamente tudo sobre você nessa circunstância. Há muita coisa em jogo sendo avaliada quando você demonstra que não tem a simples capacidade de chegar no horário em um determinado lugar.

 

 

 

Já ouviu falar de COACHING DE CARREIRA? Saiba mais sobre essa metodologia e entenda como ela pode ajudar na sua recolocação!

 

 

 

 

2 – Sim, é para se vender mesmo!

 

As pessoas têm crenças negativas quanto a vendas. “Ah eu não sei vender” ou “ah eu não gosto de vender”. “Coisa chata esse negócio de vendas”. Pois bem, o que tenho a te dizer é que no momento de uma entrevista de emprego é exatamente o que você está fazendo (e precisa realmente fazer e fazer bem feito se quiser a vaga): SE VENDENDO. Como você vai fazer tão bem uma coisa que você na verdade não gosta muito?

Se vender não tem a ver com ser pretencioso ou arrogante. Mas ora, se você não for capaz de se vender, de vender seu perfil profissional, como vão te comprar?

O momento da entrevista de emprego é o momento sim para você falar suas habilidades, suas maiores qualidades profissionais e seus pontos fortes que merecem destaque. Só que para isso, você precisa saber quais são. Aí te digo que o autoconhecimento fará toda a diferença.

 

 

3 – Defeito é defeito e ponto final!

 

Por favor, não me venha com “sou perfeccionista” para a clássica pergunta “qual seu ponto fraco?” no momento da entrevista de emprego.

Aconselho também a deixar de lado respostas clichês como “sou ansioso”. Meu amigo, a humanidade é ansiosa! Quem hoje em dia não é?  Essa resposta já ficou tão manjada que perdeu o sentido. Então, não. Não diga isso! Procure se conhecer e analisar suas características. Perceba seus pontos de melhoria e responda a essa pergunta na entrevista de emprego com sinceridade, elegância e bom senso. Estamos falando de um ponto negativo, ele é ruim mesmo, o recrutador sabe disso! Ninguém é perfeito. Seja sincero! Mas claro que valem algumas dicas aqui: não diga nada que possa ser absolutamente comprometedor ao cargo que está se candidatando. Se você quer a vaga de analista de comunicação, fica bem complicado dizer que seu ponto de melhoria é a comunicação, por exemplo!

O mais importante para responder a essa pergunta na entrevista de emprego, é enaltecer que você tem consciência sobre seu ponto de melhoria e que está sim trabalhando para o desenvolvimento e melhoria dele.

 

Parece tudo muito óbvio, mas ao longo da minha atuação com recrutamento e seleção percebo que esses erros/problemas são extremamente comuns numa entrevista de emprego e poderiam ser evitados de forma bem simples. Portanto aproveite essas dicas e boa sorte!

 

 

Até a próxima!

Thais Campos

Coach de Carreira