Uma pesquisa da Gallup Organization feita em 2013 revela que nada menos que 79% dos profissionais brasileiros se dizem desmotivados no trabalho. Não deixa de ser um dado assustador descobrirmos que a maioria das pessoas em nosso país não consegue realizar-se no emprego, não é verdade? E você, se inclui nessa estatística?

A rotina da vida profissional pode ser bastante estressante, mas os desafios do dia a dia já são esperados e muitas vezes realmente fazem parte da nossa realidade, não há como fugir (apenas como amenizar), mas o que quero conversar com você hoje é sobre o momento de buscar novas oportunidades no mercado de trabalho!

A insatisfação com o trabalho atual é um grande motivador para a mudança, mas como identificar essa insatisfação e como perceber se está na hora de começar um processo por buscar um novo emprego? Quero te mostrar 3 sinais que você precisa estar atento:

 

Pensando em fazer uma transição de carreira? Conheça o PROGRAMA de COACHING DE CARREIRA e faça mudanças com, muito mais clareza, planejamento e assertividade!

 

1 – “Não tenho mais espaço para crescimento aqui”

Claro, que isso só faz sentido se realmente você tem anseios de crescimento e desenvolvimento para sua carreira. Se esse é o seu caso, você precisa estar atento às possibilidades de crescimento que sua empresa te possibilita (ou não!).

Ainda hoje, conversei com uma possível cliente de Coaching que me retratou exatamente essa realidade. Ela está há três anos atuando numa empresa familiar como coordenadora administrativo no segmento de cosméticos. Entre outras questões, ela me falou sobre seu sentimento de estar “engessada” na empresa e que acreditava que precisava de mudanças, que havia mais opções a serem exploradas e que tinha potencial e vitalidade para buscar mais!

É fundamental que você entenda e saiba identificar se a trajetória, a missão, a visão e a conduta da empresa estão de acordo com o seu planejamento, com os seus objetivos e ideais. Você precisa se ver dentro da cultura da empresa, sentir que “faz parte”, caso contrário, é comum que você comece a experimentar um sentimento de insatisfação e até mesmo frustração.

Um dos fatores mais essenciais que nos mantem sempre ativos e em movimento é o desafio! Certifique-se de que o seu ambiente atual de trabalho esteja, continuamente, lhe apresentando a oportunidade de viver novos desafios e superá-los.

 

 2 – “Não tô com vontade de ir trabalhar”

Ter esse tipo de pensamento DE VEZ EM QUANDO é comum. Agora, se você tem pensado isso com bastante frequência, há alguma coisa errada!

Sobre essa questão, você precisa ligar o seu radar e perceber o quanto o seu nível de interesse pelo seu trabalho caiu. Algumas evidências podem te ajudar a mapear seu momento atual: não se sentir mais empolgado para dizer às pessoas o que você faz para ganhar a vida e começar a ver outras pessoas fazendo um trabalho que você gostaria de fazer.

Ah, aqui cabe falar também sobre um termo que eu gosto muito e que se popularizou entre as pessoas infelizes em seu trabalho: a “síndrome do fantástico”. Sim, se você sofre daquela melancolia típica aos domingos por simplesmente saber que na manhã seguinte vai começar tudo outra vez, saiba que isso não é normal! Acione seu alarme porque tem algo de muito errado aí sim!

blank

 

3 – “Não tenho qualidade de vida aqui”

Preciso chamar a sua atenção para o que você entende que seja qualidade de vida pra você. Esse termo varia bastante de pessoa para pessoa e tem significados diferentes em momentos distintos da nossa vida. Por isso, para essa reflexão, você precisa ponderar o que é importante para você hoje, o que você busca e qual o significado dessa “qualidade de vida” a que se refere.

É tempo com a família que você deseja? É uma liberdade geográfica maior? É mais autonomia? É mais dinheiro?

Para essa reflexão vale a pena entender um pouco mais sobre seus valores de vida. Quanto mais o seu trabalho estiver de acordo com eles, mais feliz você estará vivendo. E o contrário também é verdadeiro.

Há 7 anos, quando eu ainda atuava no mundo corporativo e estava infeliz, eu só sentia a dor, mas não sabia o real motivo. Hoje consigo enxergar com muita clareza que aquele trabalho que eu tinha feria um dos meus maiores valores: a liberdade. Dessa forma, eu te garanto e pode anotar ai: é impossível ficar por muito tempo em um trabalho que diverge do que mais acreditamos em nossas vidas!

Vale ressaltar também que ter um plano carreira e uma boa dose de autoconhecimento são os grandes norteadores para ajudarem na sua decisão. Muitas vezes você consegue sim identificar os sinais de insatisfação e começa a projetar mudanças na carreira, mas é fundamental que você vá mais afundo e entenda realmente qual é o problema que está acontecendo. Até porque só assim você vai conseguir buscar uma solução adequada que resolva sua questão. Em outras palavras, nem sempre todo problema de insatisfação ou de incômodo pode ser resolvido apenas com uma mudança de emprego. Pode ser que precise rever seu momento, seus anseios, entender o que está buscando, o que quer e como pode chegar onde deseja. Nesse caso, várias possibilidades podem existir e quanto mais autoconhecimento você tiver, menores as suas chances de tomar decisões erradas e continuar num ciclo de insatisfação.

 

Thais Campos – Coach de Carreira

 

 

Quer fazer escolhas mais assertivas na sua vida profissional e tomar melhores decisões? Saiba mais sobre o PROGRAMA de COACHING DE CARREIRA!

Open chat